Inscreva-se

 

 

Fórmula 1

MÉXICO 64 | JOHN SURTEES VIRA LENDA COM UMA FERRARI AZUL E BRANCA

Escrito em: 28/10/2018 às 20:26   /   por   /   comentários (0)

Existem alguns seres humanos que conseguem feitos notáveis e passam para a história como lendas. Os esportes a motor possuem várias dessas lendas, mas uma delas tem um feito tão singular que, até hoje, ninguém mais conseguiu repetir.

John Surtees a bordo de sua Ferrari em 1964.

John Surtees a bordo de sua Ferrari em 1964.
FOTO: snaplap.net

O artigo de hoje relembra o GP do México de 1964, marcado pela conquista do Campeonato Mundial de Pilotos pelo britânico John Surtees. Porém, o que tornaria lenda é o fato de que Surtees é o único ser humano até hoje que conseguiu ser campeão em 2 e 4 rodas. Isso mesmo! Antes do seu título na F1, John foi campeão 5 vezes pilotando motos!

Naquela tarde de 25 de outubro de 1964, como era do seu feitio, Jim Clark disparou com sua Lotus, seguido por Dan Gurney (Brabham), Lorenzo Bandini (Ferrari), Mike Spence (Lotus) e Richie Ginther (BRM). O nosso protagonista, Surtees, assim como Hill perderam várias posições e brigavam por posições intermediárias. Numa recuperação surpreendente, Hill subiu para terceiro em 12 voltas. Dai pra frente, ele não conseguiu atacar o Lotus-Climax de Clark e a Brabham de Gurney, enquanto Bandini vinha colado, em quarto.

Quando Surtees alcançou Bandini, a equipe deu ordens para que ele ultrapassasse, mas com o passar do tempo, ele não conseguiu chegar em Hill. Com isso, a equipe reviu sua ordem e mandou Bandini retomar o lugar de Surtees para tentar superar Hill. Enquanto isso, lá na frente, Clark seguia tranquilo para seu bicampeonato.

Com a posição retomada, Bandini foi para cima de Hill e, numa manobra desorientada tirou o adversário da prova, ficando com o terceiro lugar.

Acidente entre Hill e Bandini foi decisivo para o título de Surtees.

Acidente entre Hill e Bandini foi decisivo para o título de Surtees.
Foto: http://ruiamaraljr.blogspot.com

E faltavam duas voltas para o fim da prova, quando um acontecimento decidiu tudo. Jim Clark sofre com problemas de motor e tem que abandonar a prova. A vitória caiu no colo do piloto dos EUA, Dan Gurney. Lorenzo Bandini, que vinha em segundo, deixou seu companheiro de Ferrari, John Surtees assumir sua posição no pódio. Completaram as seis posições pontuáveis, as Lotus de Mike Spence e Jim Clark (que ainda figurou na classificação…) e a Ferrari do mexicano, Pedro Rodriguez, para festa da torcida local.

O vídeo a seguir mostra momentos importantes desta histórica corrida.

Mas… e a Ferrari azul e branca? Segundo o site Roda com Roda, a “treta” começou logo depois do GP da Itália, quando a Ferrari tinha problemas para conseguir homologar a versão para corridas do 250 GT como Gran Turismo,  junto ao Automobile Club d´Italia, que o fazia apenas como protótipo.

Na época, para um carro conseguir a homologação como GT, era necessária a produção de um número mínimo de carros para venda. Mas Enzo Ferrari sempre burlava a regra. Ele prometia que entregaria os modelos para venda meses depois, mas quando a data chegava, fingia que esquecia a promessa. Muito amador, né? Mas o ACI cansou das promessas.

O impasse fez com que Enzo Ferrari prometesse que nunca mais a Ferrari alinharia seus carros pelas cores da Itália. Assim sendo, nas duas últimas etapas da temporada, os carros de Lorenzo Bandini e John Surtees foram inscritos como sendo da equipe North American Racing Team, ou NART, de Luigi Chinetti, um concessionário da Ferrari nos Estados Unidos.

“Eram tempos em que os carros ostentavam as cores de seus países, sendo o vermelho associado aos carros italianos, o verde aos ingleses, o azul aos franceses, o prata aos alemães, e por aí vai… Por se inscrever como equipe americana, a Ferrari carregava as laterais do carro em azul, com uma larga faixa branca no meio, além das rodas brancas” (trecho retirado do sire Roda com Roda).

Assim a Ferrari conquistou seu sexto título do Mundial de Pilotos e, pela única vez em sua história, com um carro que não fosse vermelho. Sexto título, azul e branco… foi uma conquista 5 estrelas. Entendedores entenderão…

Ferrari azul e branca pilotada por Surtees. Muita história numa imagem só.

Ferrari azul e branca pilotada por Surtees. Muita história numa imagem só.
FOTO: podcastf1brasil.com.br

Comentários (0)

Escreva um comentário

Comentário
Nome E-mail Website