Inscreva-se

 

 

+ Esportes

JOGOS JURÍDICOS MINEIROS 2017

Escrito em: 19/11/2017 às 11:26   /   por   /   comentários (0)

E temos um post sobre os Jogos Jurídicos Mineiros. Um grande amigo do blog, o Emanuel Bessa, que você já conhece de outros podcasts se for ouvinte do StartCast, participou do maior evento esportivo (e festivo) das escolas de direito do mineiras. Empolgado com o acontecido, ele preparou um post para o blog. Muito clubista, se é que podemos dizer assim, afinal é quase um depoimento de torcedor da PUC-MG. As outras universidades/faculdades que nos perdoem…

O EVENTO

No feriado prolongado entre os dias 2 e  de novembro, ocorreram os Jogos Jurídicos Mineiros de 2017, a 11ª edição da competição. Os jogos são organizados pela Liga Jurídica Mineira, em parceria com a Agência Euphoria, contando, além dos quatro dias de competição, com festas de confraternização para delegações presentes (não se espera menos que isso de uma competição com universitários).

O evento reúne as principais faculdades mineiras de Direito de Belo Horizonte, além de diversas delegações do interior de Minas Gerais. Na atual edição, o evento realizado anualmente, reuniu em Governador Valadares mais de 4 mil pessoas. Pela capital, as principais representantes nos Jogos Jurídicos Mineiros foram a PUC Minas, UFMG, FUMEC, Milton Campos, IBMEC e a Dom Helder Câmara (retornando ao evento em 2017, depois de se ausentar desde 2013, por divergências dentro de sua atlética esportiva).

MODALIDADES

As modalidades competitivas que compõem o evento são as seguintes:

  • Masculino e Feminino: basquete, vôlei, futsal, handebol, atletismo, natação, tênis de campo, peteca e tênis de mesa;
  • Misto: xadrez e desafio de charangas universitárias;
  • Apenas masculino: futebol de campo, jiu-jitsu e judô.

RESULTADOS

Nesta temporada, a campeã geral dos Jogos Jurídicos Mineiros foi a UFMG, que somou 193 pontos, com um aproveitamento de 23%. Em seguida, a PUC Minas somou 137 pontos, um total de 16% de aproveitamento. Em terceiro lugar ficou a delegação da UFU (Universidade Federal de Uberlândia) com 107 pontos, 13% de aproveitamento. Segue a tabela com a colocação de todas as delegações:

A CAMPANHA DA PUC MINAS

Nas esportes coletivos, o grande destaque foi a PUC Minas que conquistou 6 das 9 medalhas de ouro disputadas. No basquete masculino, foi conquistado o bicampeonato mais uma vez num jogo disputadíssimo, na final contra a equipe da Milton Campos, que terminou 33×20 para a PUC. O melhor jogador do campeonato foi Raphael Moreira (Pelé), atleta do time da PUC Minas.

Equipe de basquete masculino da PUC-MG.

Equipe de basquete masculino da PUC-MG. FOTO: Euphoria

Destaque também par as atletas do futsal feminino que, diante de várias dificuldades, conquistaram a medalha de ouro numa goleada de 7×0 sobre a UFLA (Universidade Federal de Lavras).

A PUC Minas conquistou ouro no basquete masculino e feminino, no futsal feminino, no vôlei masculino e feminino e no handebol feminino.

Duelo entre PUC-MG e UFJF(GV) no basquete feminino.

Duelo entre PUC-MG e UFJF(GV) no basquete feminino. FOTO: Euphoria

O atleta Matheus Cláudio Moura Neves, também coordenador do time de vôlei masculino, destacou a garra do time, fator preponderante para a conquista do bicampeonato Porém foi o primeiro com aquele “sabor” de vitória. A questão é que, na 10ª edição dos Jogos, em Ipatinga, 2016, o time de vôlei masculino havia perdido na final para o time da UNIPAM (Universidade de Patos de Minas), num banho de água fria para os jogadores da capital. Em meados de 2017, Mateus recebeu a mensagem de que a UNIPAM havia jogado com jogadores irregulares e que, por consequência, a medalha de ouro foi retirada e passada para PUC Minas.

Mas, um atleta que se preze, não quer ganhar um campeonato seis meses após seu término, quer ganha-lo dentro de quadra. É aí que reside a emoção! Por coincidência ou não, da edição 2017, a PUC Minas reencontrou o time da UNIPAM na final e, num jogo apertadíssimo, venceu por 2 sets a 1 (21×25, 25×12 e 15×8 no tie break). Uma virada que ficou cravada na história do time e dos Jogos Jurídicos.

“Esse ano o estrelismo sucumbiu para a humildade e o conjunto. Perdemos o primeiro set, mas tivemos muita humildade e serenidade para buscar a virada, em outros tempos a vaidade enterraria ali mesmo qualquer possibilidade de reação. Parabéns a todos os campeões, vcs são foda!” Declarou, Mateus após a conquista.

Houveram outros destaques, como o aluno Eduardo Gomes, que foi medalha de ouro no Jiu-Jitsu e Judô, para o Direito PUC Minas.

O ACIDENTE COM A CHARANGA

A maior desilusão da delegação da PUC Minas foi o desafio de charangas. A “Puteria”, charanga da PUC, vinha de três anos consecutivos ganhando medalha de ouro. Era o maior orgulho da Atlética. Infelizmente, na viagem de ida para Governador Valadares, o ônibus que levava os integrantes tombou na estrada, num tremendo susto para os passageiros e demais delegações. Por sorte, ninguém teve ferimentos graves e todos chegaram sãos e salvos à cidade sede dos Jogos.

Na disputa das charangas, quem surpreendeu a todos os presentes foi a UFU (Universidade Federal de Uberlândia), ficando em 1º lugar, somando 12 pontos. A UFMG fez uma bela apresentação, homenageando o sertão brasileiro, introduzindo o baião ao ritmo carnavalesco do desafio, somando 9 pontos. Em 3º lugar, ficou a Milton Campos com 7 pontos e em 4º a FADIPA. A PUC Minas acabou em 5º lugar, com 4 pontos, somente à frente da UFV e UFLA.

Para informações mais completas, resultados de jogos, estatísticas e ranking com melhores atletas os Jogos Jurídicos Mineiros 2017 contaram com um app, disponível para Android no Google Play, ou para iPhone no Apple Store. Se quiser saber das festas, você pode ver no site.

Comentários (0)

Escreva um comentário

Comentário
Nome E-mail Website