Inscreva-se

 

 

Start Sports

GRÃ BRETANHA 1987 | MANSELL VENCE DUELO COM PIQUET

Escrito em: 08/07/2018 às 0:12   /   por   /   comentários (0)

Imersos nas fases decisivas da Copa do Mundo, às vezes temos a impressão de que o resto do mundo do esporte parou por causa da Copa. Porém, com a Fórmula 1 não é assim. E neste final de semana acontece a corrida em mais um templo sagrado da F1. Aliás, mais um não, o templo maior.

Mansell e Piquet na apresentação do carro da Williams em 1987.

Mansell e Piquet na apresentação do carro da Williams em 1987. FOTO: Divulgação / Williams

E foi no lendário Silverstone, no ano de 1987, que ocorreu a história que será recordada neste artigo de hoje, cuja temporada foi marcada por amplo domínio da Williams e de seus dois pilotos: o brasileiro Nelson Piquet e o inglês Nigel Mansell, que foram também os protagonistas desta corrida.

Naquela tarde de 12 de julho de julho de 1987, em Silverstone, debaixo de sol, as duas Williams largarem mal e viram Alain Prost sair de quarto para a liderança. Mas tanto Mansell quanto Piquet passaram o francês antes de chegarem a Stowe. Depois da primeira volta muito movimentada, a segunda volta começou com Senna tomando o terceiro posto de Prost e com Alboreto ultrapassando Boutsen para ficar com o quinto lugar.

Largada do GP da Grã-Bretanha de 1987.

Largada do GP da Grã-Bretanha de 1987.
FOTO: motorsport.com

As Williams já tinham se desgarrado, quando na volta 12, Mansell acusou problemas nas rodas e vibrações no carro. Ele conviveu com esses problemas até à volta 35, quando teve que ir aos boxes. Mansell demorou 9,2 segundos na troca de pneus e voltou 28 segundos atrás de Piquet, com apenas 29 voltas para se recuperar.

Piquet aceitou a sugestão da Goodyear para fazer a corrida com o mesmo jogo de pneus e, como o brasileiro não iria parar, Mansell tinha nos pneus novos uma vantagem. E faltavam 12 voltas para o final, o desgaste dos pneus pesou para Piquet, que viu sua diferença para Mansell cair para 11,6 segundos. O inglês fazia voltas mais rápidas umas atrás das outras e tirava em média um segundo por volta a Piquet.

Nelson Piquet liderou boa parte da corrida, mas Mansell o superou no final.

Nelson Piquet liderou boa parte da corrida, mas Mansell o superou no final. FOTO: Motorsport.com

Novamente próxima da Stowe, faltando apenas duas voltas do fim, Mansell alcançou Piquet. O leão inglês enganou o brasileiro com uma manobra ousada, levando ao delírio os milhares de britânicos que torceram para seu compatriota conseguir tomar a liderança.

No final, o “brutânico” ganhou de Piquet, com Senna chegando em terceiro. O quarto lugar ficou com Satoru Nakajima (o melhor resultado de um piloto japonês até então). O britânico Derek Warwick, num Arrows, e Teo Fabi, no seu Benetton, completaram o quadro dos pilotos que pontuaram.

“Entretanto, a multidão invadiu a pista, para felicitar Mansell, que emocionado, parou no mesmo lugar onde tinha feito a ultrapassagem e beijou o asfalto. Isso foi o que tinham visto os espectadores. Mas na realidade… tinha-lhe acabado a gasolina.” (Texto retirado do blog Continental Circus).

Pódio ao final da corrida. Da esquerda pra direita: Piquet (2º), Mansell (1º) e Senna (3º).

Pódio ao final da corrida. Da esquerda pra direita: Piquet (2º), Mansell (1º) e Senna (3º). FOTO: Norio Koike / ASE

O vídeo a seguir mostram os momentos finais e o pódio da corrida (a histórica manobra ocorre aos 3:46 e a bandeirada aos 6:50).

Comentários (0)

Escreva um comentário

Comentário
Nome E-mail Website