Inscreva-se

 

 

Futebol Internacional

CAMARÕES, O CAMPEÃO AFRICANO QUE NINGUÉM VIU

camaroes copa africana
Escrito em: 17/02/2017 às 19:27   /   por   /   comentários (0)

E Camarões conquistou a Copa Africana de Nações (CAN) 2017. Mas quase ninguém no Brasil teve a oportunidade de ver. O brasileiro se acostumou a ter à sua disposição a transmissão dos jogos da competição continental de seleções africana, mas dessa vez levou um duro golpe. NENHUMA emissora, seja de TV aberta ou fechada, transmitiu os jogos.

Seja lá o motivo – baixa audiência ou o que quer que seja – nada justifica o Brasil ter os links extra-oficiais da internet como única opção de ver a CAN. Posso estar enganado, mas suspeito que essa seja a única competição continental de seleções que não foi transmitida pela TV brasileira. E olha que, na minha opinião, a Copa Africana de Nações só perde em importância para a Copa América e a Eurocopa. Isso, sem ficar muito atrás das duas no que diz respeito ao futebol.

E quase ninguém viu a volta de Camarões à glória. Depois do bicampeonato de 2000 e 2002, Camarões ficou na fila por sete edições da competição, chegando até as semifinais em apenas uma edição durante esse período. E as coisas não pareciam boas para essa edição.

De cara, oito jogadores camaroneses não aceitaram suas convocações para a seleção. O técnico, Hugo Broos, teve que remontar o time, que já vivia um processo de reformulação.

Não foi à toa que o time não encantou na fase de grupos. Empatou com Burkina Faso em 1×1, venceu Guiné Bissau por 2×1 e segurou um 0x0 com o Gabão, país sede, garantindo a classificação. Atrás de Burkina Faso.

No mata-mata é que o Leões Indomáveis deram as caras. Nos pênaltis eliminaram o forte time do Senegal, bateram a favorita Gana por 2×0 e chegaram à final com o Egito. Num duelo entre os dois maiores campeões do torneio, os camaroneses venceram por 2×1, com um golaço de Vincent Aboubakar, no último minuto do jogo. Força física e muita velocidade no ataque. Assim a seleção camaronesa, cheia de jovens, bateu o Egito e sagrou-se pentacampeão africano.

Além de ver a volta de Camarões ao topo da África, a Copa Africana de Nações era a chance de ver nomes como Pierre-Emerick Aubameyang (Borussia Dortmund), Riyad Mahrez (Leicester), Sadio Mané (Liverpool), Serge Aurier (PSG) e André Ayew (West Ham). Mas no Brasil ficou muito difícil de fazer isso. Infelizmente.

 

Comentários (0)

Escreva um comentário

Comentário
Nome E-mail Website