Inscreva-se

 

 

Fórmula 1

1993 | SENNA SE TORNA O REI DE MÔNACO

Escrito em: 27/05/2018 às 10:11   /   por   /   comentários (0)

Nada é mais exótico na Fórmula 1 que o GP de Mônaco. É a única etapa onde não é percorrida a distância mínima de 305 km (são somente 260 km) e como bem definiu o tricampeão Nelson Piquet (naquela frase que você á ouviu um bilhão de vezes): “Pilotar em Mônaco é como andar de bicicleta dentro de uma cozinha”.

O principado de Mônaco transpira história quando o assunto é automobilismo. A primeira corrida ocorreu por lá em 1929, 21 anos antes da existência da Fórmula 1. De 1950 pra cá, somente não ocorreu um GP de Fórmula 1 entre 1951 e 1954. Os quatro maiores vencedores em corridas de Fórmula 1 por lá somam nada mais, nada menos, que 16 títulos de mundiais de pilotos.

Mas a história de hoje trata do GP de Mônaco de 1993, quando Ayrton Senna da Silva se tornou de vez o “Rei de Mônaco”.

Antes da corrida daquele dia 23/05/1993, Damon Hill ouviu bastante da imprensa que Senna poderia tomar de seu pai, Graham Hill, o título de “Rei de Mônaco”, caso vencesse sua sexta corrida em Monte Carlo. Não seria fácil, pois o brasileiro largaria em terceiro.

Nada mudou na largada, exceto para Alain Prost. Ele queimou a largada e foi penalizado em 10 segundos. Não bastasse isso, o motor da sua Williams falhou e ele só conseguiu voltar depois de tomar uma volta de Schumacher, o novo líder.

Largada do GP de Mônaco de 1993.

Largada do GP de Mônaco de 1993. FOTO: MotorSport

Enquanto o alemão disparava na frente, Senna se contentava com o segundo lugar, que já lhe valia a liderança do campeonato. Mas um inesperado aconteceu.

O motor Ford de Schumi sofreu uma falha hidráulica na volta 33, tirando-o da briga e deixando o caminho livre para Senna. O tricampeão estava com tanta sorte, que os 16 segundos de vantagem para Damon Hill já bastavam, mas sua folga ainda aumentou. Tudo graças ao incidente envolvendo Hill e Berger na volta 70. Hill conseguiu se manter na prova, mas Berger acabou sendo obrigado a abandonar por causa da colisão. O pódio terminou com Senna, Hill e Jean Alesi, que levou sua Ferrari até o fim e herdou o terceiro posto do austríaco. Prost sobreviveu a toda falta de sorte e, com os problemas dos outros, acabou chegando em quarto. O brasileiro Christian Fittipaldi conseguiu um ótimo quinto lugar com a Minardi e Martin Brundle fehcou a zona de pontuação com o sexto lugar.

Após o GP de Mônaco, Senna se tornou líder do campeonato, com 42 pontos, contra 37 do vice, Alain Prost. Aliás, o brasileiro fez questão de destacar o fato de ter ultrapassado Prost duas vezes e colocado uma volta no seu principal rival.

Ayrton Senna venceu GP de Mônaco de 1993, alcançando a sexta vitória no Principado e virando de vez o “Rei de Mônaco".

Ayrton Senna venceu GP de Mônaco de 1993, alcançando a sexta vitória no Principado e virando de vez o “Rei de Mônaco. FOTO: Ayrton Senna Vive.

“Ainda apertei o ritmo para evitar surpresas” (Ayrton Senna)

No pódio, Ayrton Senna ficou feliz com a elegância de Damon Hill, o segundo colocado, que o felicitou:

“Parabéns, Rei de Mônaco. Se meu pai fosse vivo, certamente viria cumprimentá-lo”

Trechos retirados do site: www.ayrtonsenna.com.br

Esse GP de Mônaco foi 39ª vitória de Senna na carreira e a terceira na temporada de 1993, justamente quando a Williams dominava a temporada. Ele não ficou com o título, como sabemos hoje, mas mostrou estar no auge de sua performance de Senna.

Pódio ao final do GP de Mônaco de 1993.

Pódio ao final do GP de Mônaco de 1993. FOTO: GP Expert.

No vídeo a seguir podemos ver as voltas finais daquela corrida (a bandeirada ocorre em 4min36s).

Em Mônaco tudo pode acontecer. Em uma pista aonde vale muito mais o acerto aerodinâmico do que a potência final do motor é onde geralmente vemos resultados inesperados acontecer. Mas com Senna, nada podia ser considerado inesperado.

Para saber mais sobre o GP de Mônaco, ver o circuito e suas estatísticas, clique aqui.

Comentários (0)

Escreva um comentário

Comentário
Nome E-mail Website